Carregando...
JusBrasil - Notícias
24 de outubro de 2014

TJSP PUBLICA RESOLUÇÃO SOBRE O ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO.

Publicado por Associação dos Oficiais de Justiça do Estado de São Paulo - 10 meses atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

RESOLUÇAO Nº 634/2013

Dispõe sobre a regulamentação da concessão do Adicional de Qualificação AQ aos servidores do Tribunal de Justiça do

Estado de São Paulo.

O ÓRGAO ESPECIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO, no uso de suas atribuições legais,

CONSIDERANDO a necessidade de regulamentar a concessão do Adicional de Qualificação - AQ de que trata os artigos

37-A e 37B da Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010;

RESOLVE:

Artigo 1º - A concessão do Adicional de Qualificação-AQ aos servidores do Tribunal de Justiça, instituído pelo artigo 37-A da Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010, com redação dada pela Lei Complementar nº 1.217, de 12 de novembro de 2013, observará o disposto nesta Resolução.

Artigo 2º - O Adicional de Qualificação AQ será concedido ao servidor ocupante de cargo ou função atividade do Quadro de Pessoal do Tribunal de Justiça e inativos, em razão dos conhecimentos adicionais adquiridos, antes da passagem para a inatividade e comprovados por meio de títulos, diplomas ou certificados de cursos de graduação e pós-graduação, em sentido amplo ou estrito, e que estejam devidamente registrados, contendo:

I - timbre da instituição de ensino;

II data de sua conclusão e para os cursos de pós-graduação lato sensu também a carga horária;

III - assinatura e identificação do responsável pela certificação e

IV - registro do diploma nas situações de graduação.

1º - Para efeito do disposto neste artigo, serão considerados somente os cursos e as instituições de ensino reconhecidos pelo Ministério da Educação.

2º - Equipara-se a curso de especialização, para fins de concessão do Adicional de Qualificação - AQ, o curso de pós-graduação lato sensu designado como MBA (Master Business Administration), desde que com duração mínima de 360 (trezentos e sessenta) horas.

3º - Os cursos de extensão universitária não ensejam a concessão do Adicional de Qualificação AQ.

4º - Nos casos de cargos efetivos ou em comissão que exijam graduação de nível superior, mesmo que o servidor possua mais de uma graduação, não farão jus ao Adicional de Qualificação AQ, exigindo-se para a concessão qualificação em nível acima, conforme disposto no artigo 37-A da Lei Complementar nº 1.111/2010.

5º - Os servidores aposentados farão jus à concessão do Adicional de Qualificação AQ desde que tenham obtido título, diploma ou certificado, com todos os requisitos do 1º deste artigo, antes da inativação.

6º - Certificados de colação de grau, histórico escolar ou declaração de conclusão não serão aceitos como documento comprobatório para fins de concessão de Adicional de Qualificação AQ.

Artigo 3º - Os servidores de que trata o artigo anterior, que possuam diploma, certificado ou título regularmente registrado, anexados em seus prontuários e anotado no sistema de RH, deverão proceder à validação dos dados.

1º - Para fins de validação, não serão considerados os documentos juntados no prontuário físico ou digital, que não atendam as exigências do artigo 2º desta Resolução.

2º - A concessão do Adicional de Qualificação AQ somente ocorrerá quando a documentação necessária estiver completa.

Artigo 4º - O efeito pecuniário será incluído na folha de pagamento, após a publicação da concessão expressa do Adicional de Qualificação AQ.

Parágrafo único O percentual devido produzirá efeito pecuniário nos termos do 2º do artigo 37 B da Lei Complementar nº 1.111/2010 c.c. artigo 13 da Lei Complementar nº 1.217/13, observado o 2º do artigo desta Resolução.

Artigo - Em nenhuma hipótese o Adicional de Qualificação AQ poderá ser percebido cumulativamente, sendo que o início do percebimento de um faz cessar de imediato o recebimento do outro, em observância ao disposto no 1º do artigo 37 B da Lei Complementar nº 1.111/2010.

Artigo 6º - Os servidores em cargos de confiança, ainda que em substituição eventual, que exijam nível superior, terão o Adicional de Qualificação suspenso no período.

Artigo - Os servidores cedidos a outros Órgãos da Administração Pública que tiverem suspenso o pagamento do adicional de qualificação, nos termos do 3º do artigo 37-B da Lei Complementar nº 1.111/2010, terão o pagamento restabelecido ao término do afastamento sem necessidade de requerimento.

Artigo 8º - O Adicional de Qualificação AQ compõe a remuneração para fins de cálculo de férias e décimo terceiro salário, incidindo sobre ele as deduções legais.

Artigo 9º - Na hipótese do servidor contemplado com o Adicional de Qualificação AQ vir a ocupar outro cargo efetivo ou função atividade do Quadro do Tribunal de Justiça, o adicional será mantido e calculado sobre o novo vencimento, observadas as demais regras desta Resolução.

Artigo 10 Os casos omissos serão decididos pela Presidência do Tribunal de Justiça.

Artigo 11 - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 01 de dezembro de 2013.

REGISTRE-SE. PUBLIQUE-SE. CUMPRA-SE.

São Paulo, 11 de dezembro de 2013.

(a) IVAN RICARDO GARISIO SARTORI, Presidente do Tribunal de Justiça

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi. O JusBrasil pode te conectar com Advogados em qualquer cidade caso precise de alguma orientação ou correspondência jurídica.

Disponível em: http://aojesp.jusbrasil.com.br/noticias/112231814/tjsp-publica-resolucao-sobre-o-adicional-de-qualificacao